top of page
Buscar

Rio Grande do Sul: nosso orgulho e nosso chão

20 de setembro: Revolução Farroupilha

Revolução Farroupilha e Gerra dos Farrapos: o povo do Estado do Rio Grande do Sul comemora em 20 de setembro seu dia mais glorioso.
Gaúcho: Não existe imagem mais linda que esta para um Gaúcho: a cruz missioneira, a imagem de um cavaleiro farroupilha, a bandeira e o sol do Pampa Gaúcho.

O gaúcho já vem orgulhoso de sua tradição desde o berço: nós cultivamos nossas raízes e nossa história e temos orgulho de contá-la para todos.


Tudo iniciou a 178 anos atrás, quando inconformados com o governo brasileiro, os gaúchos se rebelaram contra o Estado e, então, deu-se o início a Revolução Farroupilha ou Guerra dos Farrapos (vestidos com roupas simples e largas como as tradicionais bombachas gaúchas para montaria). Foi a guerra mais longa da história do Brasil e foi travada através de batalhas sangrentas, com as armas que se tinham em punho (espadas, facões, foices, lanças e poucas armas). A Revolução Farroupilha durou 10 anos e somente terminou com o tratado de Ponche Verde, na cidade de Dom Pedrito, na fronteira do Rio Grande do Sul com o Uruguai, no dia 20 de setembro de 1845.


O motivo da eclosão da Revolução Farroupilha é um tanto moderno e até hoje estamos discutindo o modelo de Estado e os impostos, que na época foi um grande motivo de descontentamento por perto dos lideres e empresários produtores de Charque (carne prepara a salgas) em nosso Estado.


Como tudo que você quer e sonha, o descontentamento virou um ideal - de vida e de liberdade - e não mais queríamos fazer parte de uma nação que não ouvia seu povo e apenas taxava-os. Em pouco tempo, os gaúchos foram se somando aos milhares e aos poucos eram um exercito e pelearam contra o governo central do Brasil por todo este tempo, com bravura, resistindo ao poder do exército organizado por longos anos.


A nossa cultura foi sendo contada e preservada ao longo das gerações e aqueles que chegaram depois se incorporaram a este modo de vida e cultivaram a tradição de um Estado que luta pelos seus direitos e seus ideais e pelo mundo afora somos conhecidos como valentes, lutadores, pessoas de boa índole e a honestidade é um de nossos símbolos.


Em nossa cultura está incorporada a dança pelos Centros de Tradição Gaúchas (CTG), o chimarrão, que servia para aquecer os homens em batalha do frio (chá mate feito da Erva-Mate uma tradicional planta de nossa região, acampamentos por todo o Estado em comemoração a Semana Farroupilha (cultivando a tradição do churrasco, a boa música gaúcha, a dança, o chimarrão e a hospitalidade do nosso povo), os cantos, versos e trovas gaúchas (típicas de nosso folclore) e nosso hino (como temos orgulho dele, não existe um gaúcho neste mundo que não sabe cantar ele completo e aos brados como um guerreiro).


O nosso hino traz a lembrança e faz a alusão a grande batalha: "mas não basta só ser livre, ser forte, aguerrido e bravo, povo que não tem virtude acaba por ser escravo".


Este dia sós nos dá orgulho, porque também somos a RIO GRANDE, do RIO GRANDE DO SUL.


Nossa homenagem a todos os gaúchos neste dia 20 de setembro.


17 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page