top of page
Buscar

Soja: relatório do USDA surpreende com produção da soja e produtividade abaixo do esperado.

Atualizado: 16 de out. de 2023

Porto Alegre - RS - Brasil - 20231012

relatório de oferta e demanda da soja publicado pelo USDA
Soja: relatório de oferta e demanda do USDA

Fonte: Base de dados da Rio Grande Agricola


Mais uma vez, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) surpreendeu o mercado, trazendo os números da produção de soja americana abaixo do esperado. Agora que a safra americana 2023/2024 está praticamente consolidada, o relatório do departamento traz números abaixo do esperado, se comparado com os relatórios anteriores divulgados pelo departamento, porém, dentro situação mais realista para a produção da soja dos Estados Unidos, contrariando aquelas previsões iniciais que superestimavam a produção e produtividade americana, em meados de março do ano corrente.


Em nossos comentários anteriores já tínhamos evidenciado que, aos poucos, o USDA traria seus números para dentro da realidade, visto que os Estados Unidos sofreu diversos impactos severos com as adversidades climáticas que atingiram a região produtora de soja no País.


A produção de soja nos Estados Unidos para a safra 2023/24 foi reduzida para 111,70 milhões de toneladas, contra as 112,84 milhões de toneladas divulgada em setembro e, comparativamente à safra 2022/2023, que foi de 116,22 milhões de toneladas, ficou 3,89% abaixo. Já a produtividade da soja para a safra 2023/2024, em relação ao estimado em setembro, ficou em 55,59 sacas por hectare, contra as 56,15 sacas por hectare no último relatório.


Os demais indicativos do USDA não mudaram muito, a exceção das exportações brasileiras que passaram a ser 97,50 milhões de toneladas e, também, o departamento prevê uma redução em 3,04% dos estoques mundiais, ficando em 115,62 milhões de toneladas. Ademais, houve a redução da estimativa de produção mundial para 399,50 milhões de toneladas, cerca 1,83 milhões de toneladas abaixo das estimativas de setembro.


Outro número que ficou superestimado foi a produção de soja brasileira, que está prevista em 163 milhões de toneladas, mas ainda estamos em pleno plantio da safra 2023/2024 e, neste momento, o Brasil sofre com as adversidades do clima, provocado pelo fenômeno "el niño", que impede o avanço do plantio da soja, ficando, em algumas importantes regiões, abaixo dos níveis do ano anterior, por exemplo: Mato Grosso: safra de soja 2022/2023, na mesma época, o plantio estava em 41,35% contra 35,09% para a safra de soja 2023/2024.

2 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page